Pesquisar este blog

21 de fevereiro de 2013

Veja como deixar o Chrome mais rápido e melhor do que nunca

Google Chrome: o melhor navegador disparado
Se você ainda não usa o Google Chrome, deveria. Quanto o assunto é velocidade ele é imbatível. Mas o Chrome pode ser ainda mais rápido que você estiver disposto a fazer alguns ajustes. Você pode modificar alguns ajustes experimentais do Chrome para controlar melhor o uso de sua CPU e GPU durante a navegação.

Publicidade

Estas opções estão ocultas em um menu obscuro para impedir que usuários casuais danifiquem acidentalmente seus navegadores, mas não tenha medo: veja abaixo exatamente onde elas estão e para que servem.

Para acessar as opções experimentais ocultas no Google Chrome, abra o navegador, digite chrome://flags/ na barra de endereços do navegador e tecle Enter. Você será levado a uma página contendo várias opções. A primeira coisa que você vê quando abre a página com elas é o seguinte aviso:

Estes recursos experimentais podem ser alterados, cancelados ou desaparecer a qualquer momento. Não oferecemos qualquer garantia sobre o que possa acontecer ao ativar algum desses experimentos: seu navegador pode inclusive entrar em combustão espontânea. Brincadeiras à parte, o navegador pode excluir todos seus dados ou comprometer sua segurança e privacidade de maneira inesperada. Experimentos ativados serão habilitados para todos os usuários do navegador, portanto tenha cautela ao prosseguir.

Opções_ocultas_do_Google_Chrome

É recomendado cautela, embora a maioria das opções mencionadas a seguir possa, no máximo, causar erros na exibição das páginas. As sete a seguir são de especial interesse, e dependendo da configuração de seu sistema e sua versão do Chrome, podem ou não estar ativadas por padrão:

Substituir a lista de renderização do software (vale para Mac, Windows, Linux e Chrome OS): faz com que o navegador ignore uma lista interna e ative a aceleração via GPU em sistemas não suportados. Se ativada pode melhorar o desempenho de jogos, animações e vídeos.

Criação de GPU em todas as páginas (vale para Mac, Windows e Linux): força o uso da GPU para acelerar a composição de todas as páginas, e não apenas aquelas que contém camadas de conteúdo (como gráficos 3D e vídeo) normalmente acelerado. Se ativada, pode resultar em um pequeno ganho geral de desempenho.

Composição de thread (vale para Mac, Windows, Linux e Chrome OS): em sistemas com múltiplos núcleos, cria uma segunda “thread” (tarefa) dedicada à composição das páginas. Habilitar esta opção pode resultar em mais suavidade ao rolar uma página, mesmo que a thread principal do navegador esteja ocupada com outras coisas.

Desativar tela 2D acelerada (vale para Mac, Windows, Linux e Chrome OS): impede que a GPU seja usada para a aceleração de elementos 2D (como imagens e texto), e usa o processador para realizar o processo via software. Se seu PC tem uma GPU de baixo desempenho ou integrada e uma CPU poderosa, ativá-la pode resultar em ganho no desempenho.

Desativar animações CSS aceleradas (vale para Mac, Windows, Linux e Chrome OS): normalmente animações via CSS são executadas na mesma thread de composição da página. Executá-las separadamente pode resultar em ganhos de desempenho.

Filtros SVG acelerados por GPU (vale para Mac, Windows, Linux e Chrome OS): usa a GPU para acelerar a composição e exibição de efeitos em imagens vetoriais no formato SVG. Ativá-la pode acelerar a carga e exibição de sites que usam intensamente este recurso para a criação de sombras e outros efeitos visuais.

Desativar GPU VSync (vale para Mac, Windows, Linux e Chrome OS): gamers provavelmente estão familiarizados com o termo Vertical Sync, ou VSync. Ativar esta opção desabilita a sincronização do navegador com a taxa de atualização de imagem de seu monitor. Assim, a GPU pode exibir um novo quadro de imagem assim que ele estiver pronto, sem ter de esperar pelo monitor. Isso resulta em mais quadros por segundo (FPS).

Dependendo dos drivers de vídeo e versão do sistema operacional instados em seu PC, além da versão do Chrome, algumas destas opções podem não ter efeito nenhum no desempenho. Ainda assim vale a pena experimentá-las, visitando seus sites favoritos logo em seguida para ver se há algum benefício.

Desligar “Desativar tela 2D acelerada” e ativar “Criação de GPU em todas as páginas” produziu os melhores resultados. Por outro lado, habilitar a opção “Desativar GPU VSync” pode produzir artefatos e erros de exibição da página.

Se você já tem um PC rápido e mantém software, drivers e navegador sempre em dia, o Chrome provavelmente já está usando algum tipo de aceleração, e seu desempenho deve ser muito bom. Ainda assim, modificar algumas das opções ocultas pode resultar em desempenho extra, de graça, algo que nunca é ruim.

Fonte: IDG Now!