Pesquisar este blog

                 

10 de julho de 2019

Saiba mais sobre os efeitos da ocitocina no corpo

Saiba mais sobre os efeitos da ocitocina no corpo
A ocitocina é um hormônio produzido no cérebro, que tem papel importante para facilitar o parto e a amamentação, mas também pode ser encontrada em farmácias, na forma de cápsulas, líquida ou em spray, como é o caso do Syntocinon, por exemplo, devendo ser utilizada somente segundo orientação médica.

Publicidade



Ela também é conhecida como hormônio do amor, devido ao seu papel para a melhora do humor, da interação social, diminuição da ansiedade e aumento da ligação entre parceiros.

No homem, este hormônio é capaz de diminuir a agressividade, deixando-o mais mais amável, generoso e social, embora sua atuação seja muitas vezes bloqueada pela ação da testosterona. Saiba mais sobre os efeitos da ocitocina no homem.



Para que serve

As principais funções da ocitocina no organismo são:

1. Facilitar o parto
Devido a sua estimulação para a contração do útero, de forma ritmada, a ocitocina naturalmente produzida pelo corpo ajuda o trabalho de parto. No entanto, em forma de medicamento, ela é utilizada quando é preciso induzir o parto, em grávidas cujo parto não aconteceu no tempo previsto, como as com mais de 41 semanas de gestação ou quando está muito demorado. Ela só deve ser utilizada com a indicação do obstetra, não podendo ser utilizada em outras ocasiões por mulheres grávidas, devido ao risco de abordo ou parto prematuro.

2. Auxiliar a amamentação
A ocitocina é produzida naturalmente pelo corpo da mulher, devido ao estímulo de sucção do bebê durante a amamentação. O hormônio sintético vendido em farmácias pode ser utilizada de 2 a 5 minutos antes de cada mamada ou antes da retirada do leite com a bombinha, se a mulher tiver dificuldades em amamentar ou se for mãe adotiva, auxiliando a amamentação e a ligação entre mãe e filho.

3. Melhorar as relações sociais
A ocitocina tem papel na melhora do convívio social, na percepção das expressões emocionais e sensibilidade, portanto, este hormônio parece ter efeitos positivos para ajudar no tratamento de pacientes com autismo e esquizofrenia, em casos indicados pelo psiquiatra.

4. Ajudar a combater a depressão e ansiedade
Este hormônio pode adequar a expressão das emoções, diminuindo a sensação de estresse, além melhorar o humor e o convívio com as pessoas, podendo, em alguns casos, auxiliar o tratamento de pessoas com depressão, ansiedade intensa e com fobia social. Nestes casos, o uso da ocitocina também deve ser indicado pelo psiquiatra.

5. Aumentar o prazer no contato íntimo
Acredita-se que a ocitocina tem função na melhora da libido e do desempenho sexual, agindo em conjunto com a testosterona, no homem, e a progesterona, na mulher, para a melhora do prazer e do interesse no contato íntimo, além de facilitar a lubrificação vaginal e o alcance do orgasmo. O contato físico, não somente sexual, mas também através de abraços e carinhos são formas de aumentar a ocitocina sem precisar de remédios.

Veja outras formas de aumentar a ocitocina naturalmente.

De: Tua Saúde